4. Morro do Pilar 

Sabará-Itabira

Neste episódio, seguimos o Rio Santo Antônio e chegamos em Morro do Pilar, um local que era habitado por índios e muito rico em minério de ferro.

 

Na cidade foi construída a primeira fábrica de ferro do Brasil, mas que não durou muito. Da tradição indígena, os moradores locais mantêm ainda a manufatura do chapéu de palha do coco-indaiá. Vamos acompanhar as irmãs que aprenderam o ofício com seus antepassados. Sônia e Sandra vão nos guiar no meio da mata fechada para a colheita das folhas da palmeira nativa na região e nos ensinar como é feita a produção desse chapéu. Na época da produção, os passeios da cidade ficam repletos das folhas secando ao sol. Depois seguimos viagem até Sabará, onde vamos conhecer a cultura da Palma Barroca, que virou patrimônio imaterial da cidade. O resgate desse ofício é comandado por um grupo de artesãs que se juntaram e passam o conhecimento secular para as gerações futuras. E em Itabira, vamos aprender a arte da marcenaria com o Seu José e seus três filhos. Cada um com um dom aprendido com o pai.

Nessa viagem desbravamos nossa cultura enraizada e ainda preservada por bravos guerreiros.


Ofícios: 

Chapelaria 
Palma Barroca 
Marcenaria


Personagens: 

Sônia de Almeida Costa Araújo – artesã/servente escolar 
Sandra de Lourdes dos Santos – artesã/cantineira 
Hercilia Batista Herculano – artesã/restauradora  
Nayla Eliane Almeida Magalhães – artesão 
José Martins Cruz – luthier  
Luiz Cássio Alvarenga Martins Cruz – luthier 
Gilmar Bretas Martins Cruz - marceneiro