3. Serro e Conceição

do Mato Dentro

Queijo, tapetes e couro serão os ofícios que vamos conhecer
um pouco mais neste episódio.

 

Vamos começar pelo Serro. Conhecida no passado como Vila do Príncipe foi implantada por causa do ouro que aflorava em abundância no Rio Jequitinhonha. Mas atualmente sua verdadeira mina de dinheiro é a sua produção de queijo. Quem nos conta essa história são os queijeiros Jorge, Bento e Túlio. Esse ofício remonta ao século XVIII, quando o produto feito de leite cru foi um personagem muito peculiar. As peças de queijo eram usadas para esconder o diamante que era levado clandestinamente pela Estrada Real. Depois vamos viajar mais um pouco e chegar até Conceição do Mato Dentro. Um local que também teve uma grande presença portuguesa e cresceu mantendo muitas das tradições dos colonizadores. Entre elas a produção do tapete arraiolo e também a confecção de sandálias de couro, ofício que foi valorizado com a chegada da família imperial que utilizava o acessório não só para proteção dos pés, mas também como um adorno na vestimenta das pessoas.

No trajeto, descobrimos aos poucos os saberes populares passados

de geração em geração.



 
Ofícios: 

Queijo do Serro 
Tapete Arraiolo 
Sandália de Couro


Personagens: 

Jorge Simões – produtor rural 
Bento da Silva – produtor rural 
Túlio da Silva – produtor rural 
Rubens Vidal – administrador 
Maria Aparecida – tecelã 
Rogério Gomes – esticador 
Adécio José (Dedé) - sapateiro